Infra
Bic Banner

32ª Bienal de São Paulo traz reflexões sobre a atualidade em forma de arte

Fonte: Da Redação
0
Views:
1

Uma noite importante para artistas e público, a segunda-feira (15.05) marcou a abertura oficial da 32ª Bienal de São Paulo – Itinerâncias: Cuiabá no Palácio da Instrução. O prédio histórico e centenário recebe, mais uma vez, um recorte de uma das três principais mostras de arte contemporânea do mundo. A capital mato-grossense é a única cidade da região Centro-Oeste a sediar a itinerância da Bienal, em cartaz até o dia 09 de julho, dobrando o tempo de exposição em relação à 31ª edição que aconteceu em 2015.

“Dois anos depois, a itinerância da Bienal volta com um recorte extraordinário de mais de 40 obras de artistas de mais de dez países, entre eles Wlademir Dias-Pino, carioca de nascimento, mas mato-grossense de coração, que fez obras inéditas para este recorte”, observou o secretário de Estado de Cultura, Leandro Carvalho. “É uma oportunidade extraordinária também para os artistas locais que contam com um espaço de troca, intercâmbio e conhecimento muito valioso”, acrescentou.

O evento renova a parceria institucional entre a Fundação Bienal de São Paulo e a Secretaria de Estado de Cultura – SEC (Cuiabá-MT). Intitulada Incerteza Viva (Live Uncertainty), a 32ª Bienal tem como eixo central a noção de incerteza a fim de refletir sobre atuais condições da vida em tempos de mudança contínua e sobre as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas.

A exposição se propõe a traçar pensamentos cosmológicos, inteligência ambiental e coletiva assim como ecologias naturais e sistêmicas. A mostra foi concebida em torno das obras de 81 artistas e coletivos sob curadoria de Jochen Volz e dos cocuradores Gabi Ngcobo (África do Sul), Júlia Rebouças (Brasil), Lars Bang Larsen (Dinamarca) e Sofía Olascoaga (México).

Mais que uma mostra de obras de arte nos mais diversos formatos – telas, esculturas, instalações e vídeos – a 32ª Bienal cumpre também o seu papel educativo de ambiente de vanguarda do pensamento contemporâneo, questionando e refletindo sobre temas importantes da atualidade.

Para o vice-governador Carlos Fávaro, a cultura é ainda uma importante ferramenta de cidadania e educação. “A Bienal se apresenta como uma fonte de informação e conhecimento sobre temas que estão em discussão, principalmente aos estudantes de todo o estado que têm a oportunidade de inserir a cultura em sua vida cotidiana”.

Eduardo Saron, presidente interino da Fundação Bienal, ressaltou a vinda da exposição para Mato Grosso como fundamental para a circulação da arte e cultura em um país com as dimensões territoriais do Brasil. “A vinda da Bienal para a região Centro-Oeste tem esse sentido de trazer um pouco do que foi a grande experiência da última mostra, em São Paulo. Mas é também uma maneira de dialogar com Cuiabá, com Mato Grosso e com regiões que precisam estar inseridas na agenda cultura brasileira”, salientou.

O recorte de obras pensado para o Palácio da Instrução terá trabalhos de Ana Mazzei (Brasil), Bárbara Wagner (Brasil), Carolina Caycedo (Colômbia), Charlotte Johannesson (Suécia), Dalton Paula (Brasil), Ebony G. Patterson (Jamaica), Felipe Mujica (Chile), Francis Alÿs (Bélgica), Gilvan Samico (Brasil), Gu¨nes¸ Terkol (Turquia), Jonathas de Andrade (Brasil), Mmakgabo Helen Sebidi (África do Sul), Pierre Huyghe (França), Rachel Rose (Estados Unidos), Vídeo nas Aldeias (Brasil), Wilma Martins (Brasil) e  Wlademir Dias-Pino (Brasil).

Em 2015, por ocasião das itinerâncias da 31ª Bienal, o Palácio da Instrução foi revitalizado para sediar a mostra, que apresentou 17 projetos artísticos, 8 encontros com educadores da rede pública de ensino de Cuiabá e Várzea Grande e reuniu um total de 8.900 visitantes.

A 32ª edição da Bienal, que recebeu 900 mil visitantes em 2016, terá recortes exibidos em cidades no Brasil e no exterior em 2017. Seleções de obras viajam às cidades de Campinas/SP, Belo Horizonte/MG, São José dos Campos/SP, Cuiabá/MT, São José do Rio Preto/SP, Ribeirão Preto/SP, Garanhuns/PE, Palmas/TO, Santos/SP, Itajaí/SC e Fortaleza/CE. Itinerâncias internacionais já estão confirmadas na Colômbia e em Portugal.

Serviço

32ª Bienal – Itinerâncias: Cuiabá
16 de maio a 9 de julho
Rua Antônio Maria, 251 – Praça da República, Centro – Cuiabá (MT)
ter-sex: 8h-20h; sáb, dom e feriados: 9h-18h
Telefone (65) 3613-0240
32bienalmt@cultura.mt.gov.br

Entrada gratuita

Agendamento Escolar
seg-sex: 13h – 19h (máximo de 40 alunos por escola)

Infra
Bic Banner