Transporte

Casa Barão do Melgaço deve ser entregue no aniversário de Cuiabá

Fonte: Olhar Direto
0
Views:
4

Mais de um mês após ser notificada pela Academia Mato-Grossense de Letras, a Prefeitura de Cuiabá promoveu um encontro entre o secretário de planejamento do muncípio, Zito Adrien, a atual presidente da AML, Marília Beatriz Figueiredo Leite, a presidente e o ex-presidente do Instituto Histórico e Geográfico, professora Elizabeth Madureira Siqueira e João Carlos Vicente Ferreira para discutir sobre o atraso nas obras da Casa Barão de Melgaço. Na ocasião, o secretário indicou que pretende entregar a Casa no aniversário de Cuiabá, dia 8 de abril. 

A notificação extrajudicial foi feita por Marília no dia 16 de fevereiro deste ano, após quase dois anos de espera pelo fim da reforma. No documento, ela dizia que, caso a Casa não fosse entregue em quinze dias, a instituição procuraria a justiça. A Casa Barão de Melgaço, que abriga tanto o Instituto Histórico de Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) quanto a Academia Mato-Grossense de Letras (AML) está de portas fechadas desde o mês de setembro de 2015, logo após a posse da atual presidente.

A restauração da Casa Barão de Melgaço faz parte do Projeto ‘PAC Cidades Históricas’. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é uma “inciativa do governo federal coordenada pelo Ministério do Planejamento que promoveu a retomada do planejamento e execução de grandes obras de infraestrutura social, urbana, logística e energética do país”. 

Por isso, o projeto recebe verba do Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em parceria com a Prefeitura de Cuiabá. A capital mato-grossense foi a única cidade do estado a entrar no projeto, e o valor calculado de todas as obras seria de R$ 10,49 milhões. 

Na reunião, Adrien reconheceu o atraso, mas afirmou que a nova gestão encontrou as obras paradas e sem acompanhamento. De acordo com a assessoria, ele afirmou que será necessário reorganizar os trâmites técnicos e burocráticos, para então retomar a reforma e reinaugurar o espaço.

“Pretendemos entregar a obra, como presente nas comemorações do aniversário de Cuiabá. Esta reunião foi para garantirmos os ajustes imprescindíveis, para que a entrega seja feita. Essa consideração foi importante por duas situações, pelo patrimônio histórico e pelo respeito que temos com as instituições que ali funcionam. Esta é uma determinação do prefeito a esta secretaria e iremos cumprir com muita vontade. No final foi possível constatar a satisfação deles em saber que estamos empenhados neste resultado tanto quanto eles,” ressaltou.  Zito também adiantou que fará uma vistoria “in loco” acompanhado do secretario-adjunto de Cultura, Junior Leite, em conjunto com a diretoria da Casa.

Marília Beatriz e os demais representantes afirmaram, ao final da reunião, que sentiram que as reivindicações foram atendidas. “A AML se sente coroada de êxito, porque a nossa “Casa”, a Casa Barão de Melgaço vai estar de volta aos seus confrades e confreiras, bem como o Instituto Histórico e Geográfico aos seus professores, pesquisadores e alunos. Estamos encantados com o tratamento dado pelo Prefeito Emanuel Pinheiro e seus secretários com a nossa situação. Essa sim foi uma reunião de alto nível. Estamos com uma gestão cuiabana que sabe a importância da nossa cultura. Muito obrigada,” agradeceu.

De acordo com a assessoria, o secretário convidou a Presidente do Iphan (Instituto Histórico e Geográfico), Kátia Bogéa, para a inauguração da Casa Barão de Melgaço, e na próxima semana vai a Brasília formalizar o convite.

Transporte