Transporte

Deputado afirma que Novo Pronto Socorro estará perto de ser “ultrapassado” quando ficar pronto

Fonte: Olhar Direto
0

O suplente de deputado federal e médico José Augusto Curvo (PSD), o Tampinha, afirma que as instalações do Novo Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (NHPSM) serão quase ultrapassadas quantitativamente quando estiverem prontas. Para ele, é preciso aproveitar a fase de obras para ampliar o plano original e concluir um PSM maior em comparação com o planejado, ou então os mesmos atuais problemas de lotação serão enfrentados futuramente.

“Visitei as obras do novo Pronto Socorro e constatei algumas irregularidades. Se não aumentar o número de leitos e centros cirúrgicos, vai enfrentar as mesmas dificuldades do atual. Principalmente o número de centros cirúrgicos. É preciso aumentar”, explicou Tampinha. “É preciso lembrar que está será uma unidade de referência para todo Estado”, completou.

Conforme o deputado, o atual Pronto Socorro possui 260 leitos e seis salas de cirurgia, enquanto o novo terá 320 e também seis salas de cirurgia, com possibilidade de ampliação para oito. “O ideal seriam 12 salas de cirurgias. A Santa Casa de Misericórdia, que possui muito menos leitos, vai ampliar para 12 salas de cirurgias”, argumentou.

De acordo com ele, a espera por uma cirurgia de urgência ou emergência pode ser crucial para salvar a vida de um paciente e, visto que essa é a principal função de um Pronto Socorro, o número de salas é pequeno.

Outro problema listado por José Augusto Curvo é o número de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Segundo ele, os 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) previsto são poucos para a nova unidade. O deputado federal sustenta que o ideal seriam cerca de 80, pois a cidade carece de UTI também na rede privada, sendo crucial para a sobrevivência das pessoas.

O parlamentar federal ainda apontou o fato de o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) não ter separação para homens, mulheres e crianças. Também falta uma sala de cirurgia exclusiva e anexa para o CTQ. Vale ressaltar que o Estado não possui nenhum outro Centro de Tratamento de Queimados. Por fim, o deputado salientou o fato de a unidade não possuir nenhum auditório que posa ser usado para capacitação dos funcionários. “Isso precisa ser corrigido enquanto há tempo”.

Verbas do Júlio Müller

O deputado federal e médico defendeu o uso dos mais de R$ 70 milhões que estão em caixa há mais de três anos para as obras de um novo hospital universitário em Cuiabá, o novo Júlio Müller, na conclusão e ampliação das obras do novo Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá. A ideia foi discutida em uma audiência pública em Brasília e conta com o apoio do senador Wellington Fagundes (PR).

“Para resolver a questão do Júlio Müller esses R$ 70 milhões não serão suficientes. Vai ser preciso cerca de R$ 200 milhões. Não se trata de transformar o Novo Pronto Socorro em um hospital universitário. É usar esse dinheiro para poder ampliar ele e o concluir definitivamente. Não podemos deixar esses recursos parado”, ponderou Tampinha.

Transporte