Infra
Bic Banner

Descubra a beleza natural e o charme de Chapada dos Guimarães

Fonte:
0
Views:
6

Viajar é tão bom! Que tal conhecer as belezas de Mato Grosso e viver experiências inesquecíveis? Um dos destinos mais procurados de nosso estado é a bela cidade de Chapada dos Guimarães, famosa por seus paredões de rocha, inúmeras cachoeiras e rios de águas claras. Aproveite o feriado e ponha o pé na estrada!

Chapada dos Guimarães fica a 65 km da capital Cuiabá e possui inúmeros atrativos turísticos como cachoeiras, cavernas e grutas. Só de paredões são 157 quilômetros.

“A Chapada dos Guimarães é o local ideal para quem busca aventura, contato com a água, com os animais, observação de pássaros, ecoturismo, acordar e colocar o pé na terra, sentir a natureza em sua plenitude. Aqui o ano todo é interessante de visitar, principalmente entre os meses de outubro a março quando é mais quente. Para quem curte frio, ideal é vir entre maio a julho ”, detalha a proprietária da Pousada Chateau Camalote, Lauristela Guimarães ao relatar algumas das principais características do lugar onde escolheu para empreender e morar.

Atualmente, a Chapada comporta cerca de 1.200 leitos divididos em 127 meios de hospedagem e, por falar nisso, chama a atenção a oferta de lugares para se hospedar. “Por aqui temos opções que vão das mais básicas com diárias a partir de R$50 às de luxo com valores entre R$300 R$500. Pousadas super charmosas, dentro da natureza, hotéis que oferecem infraestrutura de lazer e alimentação para toda a família”, explica.

A empresária também fala de outros atrativos que fazem de Chapada um local completo para receber visitantes. “Na região temos uma vida noturna agitada, com uma rede de bares e restaurantes de variadas cozinhas, alguns deles premiados, como o Restaurante Estilo que já foi eleito como melhor bacalhau pelo Guia 4 Rodas”, descreve.

Um ponto levantado por Lauristela é sobre o turismo sustentável que vem sendo praticado em Chapada dos Guimarães: “Assim como eu faço, outros empresários também buscam valorizar a mão de obra local dando preferência a contratação de funcionários que residam em Chapada, como uma forma de fazer girar o desenvolvimento do município e gerar renda e emprego fortalecendo a comunidade”, reflete.

Viagem segura

Vale lembrar que para visitar alguns locais em Chapada é necessário, e, por vezes, obrigatório, o acompanhamento de um guia especializado. Portanto, para garantir um passeio sem preocupação a dica antes de contratar é conferir o sistema Cadastur – cadastro do Ministério do Turismo obrigatório para quem atua na área.

De acordo com dados do Cadastur, atualmente, Chapada possui 62 guias regulares à disposição para consulta.

Circuito das Cachoeiras

Dentro do Parque Nacional, um destaque é o ‘Circuito das Cachoeiras’. Sete delas podem ser contempladas, como a ‘Cachoeira das Andorinhas’. O principal cartão-postal é a cachoeira Véu de Noiva’, que cai de uma altura de 86 metros, enquadrados por paredões.

O município também abriga a maior caverna de arenito do Brasil, a ‘Aroe Jari’, que fica em uma propriedade particular, mas que é possível visitar com apoio de um guia. O nome de origem indígena significa ‘morada das almas” e próxima dela há outros atrativos como a ‘Lagoa Azul’ e a caverna ‘Kiogo Brado’, que compõem a trilha local, a 46km da cidade de Chapada dos Guimarães.

Cidade de Pedra

A Casa de Pedra é uma gruta de arenito esculpida pelo córrego Independência. Conta a história que este lugar serviu de abrigo aos homens da Coluna Prestes durante sua viagem pelos sertões do Brasil. Também é dito que a Casa de Pedra já foi local de refúgio para escravos fugitivos. Possui vestígios de inscrições rupestres.

Morro São Jerônimo

É um dos pontos mais altos do Parque Nacional, com mais de 800 metros de altitude. Para visitar este atrativo é necessário fazer uma caminhada longa, com duração de cinco a seis horas, em estrada, trilha com aclive e declive, além de uma pequena escalada. 

É comum avistar bandos de araras vermelhas sobrevoando os paredões e pegadas de anta e onça pelo caminho. Corujas buraqueiras, seriemas e emas também.

Vale do Rio Claro

Localizado no Km 36 da rodovia MT 251, o passeio no Vale do Rio Claro inclui caminhadas em áreas naturais com vegetação bastante diversificada, subida à Crista de Galo, que permite visualização 360° dos paredões areníticos, banhos no Poço da Anta e flutuação ao longo do Rio Claro.

 

Infra
Bic Banner