[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Escolas municipais de Cuiabá avançam no IDEB e superam meta

Fonte: Cuiabá 300
0

As escolas municipais de Cuiabá avançaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2015, nos anos iniciais. A média das escolas municipais foi de 5,5, acima da meta estipulada pelo Ministério da Educação (MEC), que era de 5,0. Em 2015, Cuiabá cresceu 0,4 pontos em relação ao último Ideb, em 2013, quando obteve desempenho de 5,1. Com esse desempenho, Cuiabá ultrapassou até mesmo a meta projetada pelo Ministério da Educação para 2021, que é de 5,2.

Conforme destacou a secretária municipal de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, houve uma evolução muito grande no trabalho pedagógico da rede municipal, evolução essa constatada no resultado do Ideb, pois das 49 escolas municipais, dos anos iniciais, que fizeram a Prova Brasil, apenas seis não conquistaram a meta estipulada pelo MEC.

A Prova Brasil visa avaliar a qualidade do ensino das escolas públicas, produzindo informações sobre os níveis de aprendizagem em Língua Portuguesa e Matemática. A Prova Brasil é um dos componentes para o cálculo do Ideb.
“Desde o princípio da gestão estabelecemos metas e acompanhamento do trabalho pedagógico dos profissionais da educação, focando esforços para a melhoria da proficiência em Matemática e Língua Portuguesa. Essa melhoria ficou evidenciada por meio do resultado do Ideb, que teve um crescimento substancial nessas áreas”, observou a secretária.

“Parabenizo a todos os profissionais da rede pelo empenho e o avanço alcançado”, acrescentou a secretária.
Nos anos iniciais a Escola Ana Tereza Arcos Krause permaneceu com a melhor colocação no ranking das escolas públicas de Cuiabá, com desempenho 6,8 em 2015. Com esse desempenho, a unidade de ensino conquistou o primeiro lugar pelo terceiro ano consecutivo, em 2013 obteve nota 6,4 e em 2011 desempenho 5,7.

Ainda no ranking das escolas nos anos iniciais, Maria Dimpina Lobo Duarte obteve nota 6,3, ficando em segundo lugar, e a Escola Madre Marta Cerutti obteve nota 6,2, ficando em terceiro lugar no ranking.
Nos anos finais, fizeram a Prova Brasil 10 escolas municipais. A meta projetada pelo MEC para os anos finais foi de 4,4.

As escolas melhores colocadas foram a Elza Luiza Esteves, com nota 4,9; as escolas Antonia Tita Maciel e Senador Darcy Ribeiro ficaram empatadas em segundo lugar, com nota 4,6; e em terceiro lugar ficou a escola Rural Novo Renascer, que obteve nota 4,5.

Entre as capitais brasileiras Cuiabá ficou em 11° lugar no ranking, tanto nos anos iniciais como nos anos finais. Nos anos iniciais a cidade de Curitiba ficou em primeiro lugar no ranking, com média 6,3. Nos anos finais Florianópolis ficou mais bem colocado, com nota 6,1.

Ideb – O IDEB foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC). É um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb para as unidades da federação e para o país, e a prova Brasil para os municípios.

As avaliações de Matemática e Língua Portuguesa, da Prova Brasil, são realizadas com alunos do 5° e 9° ano do Ensino Fundamental e do 3° ano do Ensino Médio.

[pro_ad_display_adzone id="9377"]