Infra
Bic Banner

Estado e União articulam ações para viabilizar obras do VLT

Fonte: Hipernotícias
0
Views:
2

A ida da comitiva do Governo do Estado até Brasília, nesta semana, abriu a possibilidade do Governo Federal apoiar a retomada e conclusão das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande. O suporte está sendo estudado pela equipe técnica do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que recebeu para uma reunião, na noite de quarta-feira (29.06), o secretário Gustavo de Oliveira, até então responsável pela pasta de Assuntos Estratégicos do Governo.

Na oportunidade, Oliveira apresentou à subchefe de Articulação e Monitoramento, Natália Marcassa de Souza, o andamento do projeto desde janeiro do ano passado, o estágio das obras de implantação e os dados revelados pelos estudos feitos pela KPMG.

De acordo com o gestor, a sinalização de apoio da Casa Civil para a conclusão do VLT foi positiva e compreensiva no que diz respeito aos recursos atualmente disponíveis pelo Executivo estadual.  O Governo dispõe de R$ 400 milhões para a finalização do modal e com base na consultoria feita pela KPMG, seriam necessários R$ 602 milhões. Entretanto, o Consórcio construtor requer o aporte de R$ 1,3 bilhão para o término da implantação, o que vem impossibilitando a negociação.

“Pudemos perceber que há uma imensa disposição do Governo Federal em buscar alternativas que viabilizem o término das obras de implantação do VLT. De maneira preliminar, estudaremos em conjunto o término das obras com recursos públicos, seguida de uma operação em PPP, mas também a modelagem de uma PPP que possa aportar recursos para o término da obra de implantação e posterior operação do modal”, afirmou.

Ainda neste mês, as equipes técnicas da União e do Estado devem se reunir para discutir propostas de solução para o projeto. Segundo o secretário, a escolha da melhor alternativa para a conclusão do VLT será feita seguindo critérios técnicos e o resultado dos trabalhos será apresentado ao presidente interino da República, Michel Temer, para que haja um posicionamento do Governo Federal.

“A forte articulação do Governador Pedro Taques junto ao Governo Federal nos abre muitas portas para que nossas demandas sejam ouvidas e encaminhadas com rapidez. A reunião com a equipe da Casa Civil ocorreu em menos de 24 horas da demanda apresentada ao ministro Eliseu Padilha”, destacou Oliveira.

O grupo de trabalho será formado por técnicos do Poder Executivo federal e estadual e deverá ser composto pela Secretaria das Cidades (Secid), Secretaria de Planejamento (Seplan), Gabinete de Assuntos Estratégicos (GAE), e, na esfera Federal, pelos Ministérios da Casa Civil e das Cidades, Caixa Econômica Federal e pela secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, chefiada pelo secretário-executivo, Moreira Franco.

Fonte: Hipernotícias

Infra
Bic Banner