Infra
Bic Banner

Estado investe R$ 2 bilhões em estradas

Fonte: Diário de Cuiabá
0
Views:
0

Transporte rodoviário não é a único, mas responde por quase toda locomoção de pessoas e cargas na continentalidade de Mato Grosso, Estado caracterizado por novos municípios, alguns ainda em fase de consolidação. Essa realidade leva o governo estadual a investir pesado na estruturação da malha viária e a ferramenta para tanto é o programa Pró-Estradas, que nesse momento tem 150 frentes de pavimentação, restauração e modernização de rodovias em todas as regiões, com investimentos de R$ 2 bilhões. O governador Pedro Taques faz verdadeira peregrinação inspecionando as obras.

As obras do Pró-Estradas contemplam inclusive trechos urbanos, como é o caso da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251) em Cuiabá; essa via liga a capital a Chapada dos Guimarães e integra a malha que dá acesso a outras cidades, a exemplo de Campo Verde e Planalto da Serra.

Também em área urbana, o governo prepara a duplicação de 4,9 quilômetros da Rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010), mais conhecida como Estrada a Guia, que liga Cuiabá a Acorizal e à BR-163/364 em Jangada. O trecho contemplado tem tráfego intenso, pois liga bairros e condomínios ao centro da capital.

A pavimentação dos acessos às cidades é sonho compartilhado por todos os moradores. Ipiranga do Norte e Itanhangá, instalados em janeiro de 2005 são os dois municípios mais novos de Mato Grosso. Ambos surgiram de assentamentos da reforma agrária. Entre eles não há ligação asfaltada, mas o Pró-Estrada está bem próximo de virar a página da poeira e dos atoleiros, com a obra na MT-242 ao longo de seus 56 quilômetros. “Faltam 37 quilômetros (para serem pavimentados), a movimentação das máquinas da construtora é grande e, se Deus quiser, o chão preto fica pronto até o Natal; e olha que é asfalto de primeira”, comenta e comemora o prefeito de Ipiranga, Pedro Ferronato.

Este mês, Taques vistoriou obras no Vale do Araguaia. Uma delas é a ligação de Água Boa com Goiás via Nova Nazaré e Cocalinho (MT-240/326). O trecho entre Água Boa e Nova Nazaré será concluído neste ano. O prolongamento até Cocalinho demandará mais tempo.

Quando da vistoria na MT-240/326 Taques autorizou o aterramento da cabeceira da ponte sobre o rio Araguaia, obra que consolida importante corredor Mato Grosso-Goiás. A ponte, na divisa de Cocalinho com Aruanã, tem 577 metros de extensão por 10,40 metros de largura e uma passarela com 1,25 metro para pedestre e ciclistas. Seu vão central é de 130 metros e em seu ponto mais elevado fica a 117 metros acima da linha d’água, o que permite a navegação.

Dentre as obras em execução, a pavimentação da MT-241 no trecho de 55 quilômetros do acesso ao distrito de Bom Jardim, em Nobres, está praticamente concluída. “Estamos vencendo mais uma etapa no conjunto das pavimentações”, resume o secretário de Infraestrutura e Logística do governo, Marcelo Duarte.

A restauração da MT-130 entre Primavera do Leste e Paranatinga começou no ano passado e um de seus trechos foi concluído. O restante está em obra. Essa rodovia é a principal Leste-Oeste da região central de Mato Grosso e estratégico corredor de escoamento de commodities ao terminal ferroviário da Rumo ALL em Rondonópolis.

ALTERNATIVA

Uma rota alternativa do Vale do Araguaia a Cuiabá e sem aumentar a distância. Esta é uma boa definição para o projeto do governo de pavimentar a rodovia MT-240 entre Água Boa e Paranatinga.

Na semana passada, em visita ao Araguaia, o governador Pedro Taques assinou convênio de R$ 7,7 milhões com o prefeito de Água Boa, Mauro Rosa, para a pavimentação de um lote com 13 quilômetros de extensão no sentido Norte-Sul da MT-240; o governo desembolsa R$ 7,4 milhões e a prefeitura R$ 300 mil. “Esse é um sonho que se realiza”, disse o prefeito após assinar o documento.

A obra na MT-240 é recebida com entusiasmo por moradores. No campo social essa rodovia quando pavimentada botará fim ao isolamento do distrito de São José do Couto (de Campinápolis). No aspecto econômico ela cruza uma área com grandes lavouras e extensas pastagens nos municípios ao longo de seu trajeto.

A MT-240 é uma das estradas da malha que liga os municípios Canarana, Água Boa, Campinápolis, Gaúcha do Norte e Paranatinga a Cuiabá, num trajeto quase paralelo ao das rodovias federais 158 e 070 entre Água Boa e Primavera do Leste.

Quando senador, Taques defendeu a pavimentação dessa rodovia. Entusiasta de sua consolidação, ele percorreu o trecho de 13 quilômetros, acompanhado por autoridades federais, estaduais e da região, e conversou com moradores.

Taques destacou que o corredor que se consolida entre o Araguaia e Cuiabá está em obra em seus extremos. No sentindo Sul-Norte o governo restaura a rodovia MT-130 entre Paranatinga e Primavera do Leste, sendo que parte dessa obra foi executada no ano passado.

Mauro Rosa agradeceu Taques. Segundo ele, o corredor “é mais um fator de integração do Araguaia com Mato Grosso, porque além de melhorar a logística rodoviária ele levará mais qualidade de vida a São José do Couto e valorizará as propriedades em seu raio de influência”.

Infra
Bic Banner