Infra
Bic Banner

Estado promete concluir obra paralisada do VLT em dois anos

Fonte: Folhamax
0
Views:
0

O secretário de Estado de Cidades (Secid-MT), Wilson Santos (PSDB), afirmou que a partir da retomada das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), o prazo para a conclusão do projeto é de 24 meses.

O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (12) em entrevista ao Jornal do Meio Dia. Ao ser questionado sobre as declarações do deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), que afirmou que o governo do Estado estava “patrolando” a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), onde uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) investiga as obras do modal, Wilson foi irônico.

“Apesar de termos patrol, pá carregadeira, tenho uma meta, uma missão e vou cumprir. Participei dessa CPI e o resultado será respeitado. Mas o relatório não foi votado em plenário. Mas isso não implica que ele não será respeitado”, ponderou.

O secretário da Secid afirmou ainda que o governo do Estado está montando “a melhor equipe do Brasil” para trabalhar na finalização do projeto, fato que, segundo ele, viabilizará sua conclusão em “24 meses”. Wilson disse que após o acordo mediado pela Justiça Federal para dar uma solução ao problema ser concretizado, “em 60 ou 90 dias as obras serão retomadas”. Ele admitiu, porém, que a discussão na justiça “pode demorar”.

“Estamos montando a melhor equipe do Brasil de técnicos, engenheiros e arquitetos para tocar essa obra em 24 meses. Com a justiça dando aval a obra é retomada em 60 ou 90 dias. Mas o acordo na justiça é o que mais pode demorar”, alertou.

Wilson, que se licenciou do cargo de deputado estadual para assumir a Secid a convite do governador Pedro Taques (PSDB), também falou dos constantes alagamentos que atingem a av. Fernando Corrêa, em Cuiabá, em virtude do transbordamento do Córrego do Barbado, nas proximidades da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). De acordo com ele, um estudo encomendado pelo poder executivo a instituição pública de ensino superior deve trazer uma solução “definitiva” para os transtornos sofridos por pedestres e motoristas da capital.

“Estive com o vice-reitor, com a equipe técnica da UFMT. O governo contratou a UFMT para elaborar os estudos e projetos de uma solução definitiva para o Córrego do Barbado. O governador Pedro Taques determinou que em outubro deste ano já não haja mais alagamentos”.

CACHIMBO DA PAZ

Wilson Santos foi indagado sobre sua relação com o chefe do executivo de Cuiabá. Apesar de ambos terem protagonizado uma campanha tensa à prefeitura nas eleições de 2016, o secretário respondeu que “está tudo bem com o prefeito Emanuel Pinheiro”. Ele disse, inclusive, que os dois fumaram o "cachimbo da paz” num encontro realizado na última terça-feira (10) entre os antigos adversário. 

“Estive com ele na terça-feira. Fumamos o cachimbo da paz, bandeira branca, acabou a eleição”.

Infra
Bic Banner