[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Força-tarefa avalia obra em trecho da Estrada Parque da Chapada

Fonte: Da Redação
0

Uma força-tarefa foi criada para viabilizar o licenciamento da obra de reconstrução da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), envolvendo especialmente o trecho que atravessa o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. O grupo é composto por representantes das Secretarias de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Meio Ambiente (Sema), Adjunta de Turismo, Prefeitura de Chapada dos Guimarães e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Nesta terça-feira (27.06), profissionais destas instituições percorreram a estrada para debater aspectos técnicos do estudo.

“Importante estar todo mundo reunido nesta ação, cada um de sua área específica passa a entender mais da área técnica do outro. A gente acaba saindo da zona de conforto. Então, começamos a ver melhor as questões que envolvem tantos os aspectos ambientais, como os estruturais da rodovia. Isso é necessário, porque a obra de restauração corta o parque. O licenciamento desta obra hoje é de responsabilidade da Sema, mas a autorização é do ICMBio, que é o órgão gestor da unidade de conservação”, explicou a analista ambiental Cintia Brazão, chefe do Parque Nacional da Chapada.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) delegou a competência para a Sema realizar o licenciamento ambiental da Estrada da Chapada, após articulação do vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro. Nesta fase, o grupo tem discutido condicionantes técnicas, que envolvem desde as ações para melhorar o escoamento das águas da chuva, bem como a construção de pontos de observação ao longo da estrada. O trabalho integrado busca contemplar diversos itens pensando na produção de um relatório mais amplo e completo, visando à execução de uma obra de maior qualidade. 

“É importante todos conversarmos para conquistarmos uma verdadeira estrada parque, do jeito que Mato Grosso merece. Esta será a quarta fase de obras executadas na MT-251. Neste momento, estamos duplicando o perímetro urbano, do Atacadão a Fundação Bradesco. Já reconstruímos 10 km até o Balneário Mutuca, e recentemente ocorreu a revitalização entre a cidade de Chapada e a região da Cachoeirinha. Agora, pretendemos finalizar toda a recuperação dos 24 km restantes, mas que depende deste licenciamento no qual estamos trabalhando”, afirmou o secretário-adjunto da Sinfra, Fábio Calmon.

A expectativa do Governo do Estado é que, assim que a Sema conceder o licenciamento com o aval dos profissionais do ICMBio, esta nova obra inicie no segundo semestre deste ano. Serão reconstruídos mais 24 km da rodovia, entre o balneário Mutuca e a famosa Cachoeirinha, passando pelo trecho dentro do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

O secretário-adjunto de Turismo, Luiz Carlos Nigro, destacou a importância da obra para fomentar o turismo em Chapada, que é um dos principais destinos dos turistas brasileiros e estrangeiros que visitam Mato Grosso. “O trabalho feito hoje mostra que o Governo do Estado está realmente em sintonia com as questões do meio ambiente. Temos discutido em conjunto esse projeto de recapeamento da MT-251, em especial deste trecho importante dentro do Parque Nacional. Esta força-tarefa já tem surtido um efeito positivo. Podemos falar que, além da melhoria da rodovia, também esta sendo pensada a construção de mirantes e de pontos de contemplação ao longo da Estrada Parque”, declarou.

[pro_ad_display_adzone id="9377"]