Transporte

Governo apoia projeto que transforma Cuiabá na capital do agronegócio

Fonte: Cuiabá 300
0
Views:
0

O Sindicato Rural de Cuiabá, que representa os municípios da Baixada Cuiabana, apresentou ao governador Pedro Taques o projeto ‘Cuiabá é Agro’, que propõe ações para tornar a cidade a capital do agronegócio brasileiro. Entre as metas, está uma reforma estrutural no Parque de Exposições Senador Jonas Pinheiro. O café da manhã com o setor agropecuário ocorreu na manhã desta sexta-feira (10.02), na sede da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

Para o governador, esta é uma ótima oportunidade para transformar a Capital em um grande centro, onde as pessoas vão comercializar, consumir, fomentar os setores hoteleiro, de serviços, entre outros. A expectativa é que, além de beneficiar o setor produtivo, a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aumente, possibilitando investimentos em escolas, hospitais e educação, conforme avalia o chefe do Executivo Estadual.

“Eu apoio este projeto, para que o Gabinete de Comunicação do Estado comece a fazer uma campanha diferenciada para que possamos iniciar a repercussão de que aqui é a capital do agronegócio”. Na ocasião, Taques convidou o sindicato para apresentar o projeto para a sociedade em um evento, que deve ocorrer na sede do Governo do Estado, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, com data a ser definida.

Ele citou ainda a intenção de fortalecer a parceria, já bem sucedida, com os representantes do agronegócio para a realização do 1º Fórum das Cadeias Produtivas, que levou eventos técnicos, workshops e apresentações de mais de 50 palestras e cursos para a Expoagro, em 2016. “Estamos vendo em Mato Grosso a transformação de eventos como esses, que antes eram voltados apenas para shows, em feiras em que se desenvolve a tecnologia. Esse é o futuro, e eu penso que este seja o caminho”, complementa.

Para o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires, pelo fato de Mato Grosso ser detentor do maior rebanho bovino brasileiro, e a Capital do estado possuir infraestrutura para receber o volume de negócios que o setor agropecuário demanda, seria muito importante transformar Cuiabá na capital do setor do País.

“Foi uma satisfação receber o governador aqui dentro da nossa casa, e o Governo como um grande parceiro das exposições, dos eventos, se fez presente. Mostramos a ele esse compromisso que nós temos com a melhoria do parque, e recebemos um apoio para esta reforma e ampliação”, declarou o presidente, que comanda a entidade pelo triênio 2017/2019. 

Parque de Exposições

O presidente do sindicato conta que construir um Parque novo seria um grande sonho de todos os produtores do estado, mas hoje esta é uma meta distante. O atual local está com uma infraestrutura que corresponde a 50% do necessário, com a necessidade de apenas algumas mudanças, defende Pires.

“Estamos com esse projeto para que, quando Cuiabá fizer 300 anos, nós tenhamos esse parque para ser a vitrine do agronegócio brasileiro. Nós estamos fazendo um trabalho para utilizar esta área de 170 mil metros quadrados, na melhor localização dentro de Cuiabá”, explica o presidente.

Um Plano Diretor do Parque está sendo elaborado por arquitetos. Está também em discussão a permanência da Cavalaria do Policiamento Montado (RPMon) da Polícia Militar no Parque de Exposições. Para o presidente, a estrutura é bem localizada, o que facilita o deslocamento dos animais para garantir a ordem pública. Ele apoia o uso de uma área externa para treinamentos e cuidados médicos dos animais.

Estiveram presentes no encontro o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea-MT), Guilherme Nolasco; o presidente do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Luciano Vaccari; o presidente da Acrimat, Marco Tulio Soares; e o presidente da Associação de Criadores de Nelore, Mario Cândido.

Transporte