Transporte

Holanda busca troca de experiências com o Brasil Central

Fonte: Da Redação
0
Views:
3

Forte na produção e exportação de alimentos, a Holanda (localizada na Europa Ocidental) se colocou à disposição do consórcio interestadual do Brasil Central para troca de experiências em logística, produtividade e criação de parques tecnológicos. O Embaixador da Holanda, Johannes Peters, participou do Fórum dos Governadores do Brasil Central, que aconteceu em Cuiabá nesta sexta-feira (07.04).

“Fizemos uma apresentação sobre a logística na Holanda. Temos uma grande expertise nesta área. O Porto de Roterdã é a porta de entrada para a Europa e estamos interessados em parcerias com os estados do consórcio do Brasil Central”, afirmou o embaixador.

Apesar de ter uma área de 41.528 quilômetros quadrados e população estimada em 16. 819.595, a Holanda registra Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 798.106 bilhões, sendo a quinta maior potência econômica da Europa, com produção de alimento semelhante ao Brasil, por conta do trabalho com tecnologia na agricultura.

Para Johannes, é importante que o Brasil tenha um maior contato com a Holanda para conhecer os trabalhos desenvolvidos por lá e que são plenamente aplicáveis ao país.

Peters contou ainda que cidades da Holanda foram transformadas através de parques tecnológicos. Tudo começou na região de Eindhoven, quando na década de 90 a empresa Philips decidiu mudar sua fábrica para Amsterdã, deixando milhares de desempregados e estrago na economia local.

Com isso, conta que as empresas privadas, governo e universidades se uniram e criaram um grande parque tecnológico que alavancou a economia da região novamente. "Hoje é um dos grandes polos tecnológicos da Holanda", disse.

Debates dos governadores

No ncontro, foi apresentada a proposta de criação de uma previdência complementar única entre os Estados participantes do Brasil Central. Entretanto, os governadores devem debater melhor o tema nas próximas reuniões.

A previdência dos servidores estaduais também esteve em debate na reunião. O secretário da Previdência, Marcelo Abi-Ramia Caetano, destacou os esforços do Governo Federal para a aprovação da reforma. Entretanto, os governadores destacaram que vão pedir audiência com o presidente da República, Michel Temer, para buscar a reinclusão dos Estados e Municípios na reforma da previdência.

O Banco do Brasil e Sudeco também participaram do encontro, o superintendente de Desenvolvimento do Centro-Oeste, Antônio Carlos, destacou a oportunidade de empréstimos de R$ 10 bilhões em 2017, com juros baixo, através do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO).

Também no encontro, os governadores discutiram a possibilidade de abertura de escritório de representação no exterior. A proposta foi apresentada pelo diretor do Porto Seco Centro-Oeste, Rodrigo Alvim. Grupos estão disponibilizando salas na Coreia do Sul e na Holanda.

Segundo Rodrigo, em um primeiro momento os escritórios não custarão nada ao consórcio do Brasil Central. Ao falar da importância de ter um escritório no exterior, Rodrigo destacou a Operação Carne Fraca, deflagrada no mês passado pela Polícia Federal e que fez despencar a exportação brasileira de carnes. Para ele, o escritório no exterior poderia fazer a articulação com o compradores locais e explicar, exatamente, o que estava acontecendo, além de ter a clara noção de como as informações estavam chegando ao exterior.

Outra possibilidade de negócio apresentada é com o etanol de segunda geração (2G), que utiliza matéria-prima que contém celulose e que não servem para o consumo humano, como a palha e bagaço da cana-de-açúcar, palha de milho ou mesmo a serragem de eucalipto. O presidente da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial, Bernardo Silva, assumiu o compromisso de apresentar ao consórcio um plano para incentivo para produção do etanol advindo desses materiais.

O governador Pedro Taques aprovou a iniciativa e destacou que, nos últimos anos, o Governo Federal priorizou a política de exploração do pré-sal, em detrimento do uso de energia renovável.

Pratas da Casa

Sede do Fórum dos Governadores do Brasil Central, Mato Grosso apresentou dois cases de sucesso no Estado: a Caravana da Transformação e o Programa Pró-Escolas.

O primeiro, já fez 14 mil cirugias oftalmológicas e, o segundo, investirá R$ 360 milhões em Educação.

Transporte