Transporte

Mato Grosso deve receber granadas, fuzis e munições

Fonte: Midianews
0
Views:
1

O governo de Mato Grosso deve receber da União equipamentos de choque para as forças de segurança do estado, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT). Entre os aparatos a serem recebidos estão 650 granadas, 12 fuzis e máscara contra gás. O envio dos equipamentos foi autorizado pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes e ainda não há prazo para a entrega.

De acordo com a Sesp, o pedido não foi feito especificamente para o uso nos presídios, mas que os aparatos podem ser usados em rebeliões caso seja a necessidade.

A intenção é equipar as forças de segurança com itens como granadas, fuzis, capacetes, munições, máscara contra gás, coletes, escudos, micro-ônibus e caminhonetes. Os equipamentos deverão ser encaminhados para tropas especializadas, como as da Força Tática, Bope (Batalhão de Operações Especiais) e Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel), da Polícia Militar.

O pedido dos aparatos foi feito pelo governador Pedro Taques (PSDB) em ligação ao ministro da Justiça, durante reunião com as pastas da Segurança Pública e de Justiça e Direitos Humanos e com a Casa Militar.

Taques determinou, recentemente, a execução de um plano de contingência para a segurança pública. A determinação partiu depois das mortes de detentos provocadas por conflitos entre facções criminosas em presídios do Amazonas e de Roraima.

Na sexta-feira (13), o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos, afirmou que o estado não possui risco de rebeliões nos presídios. Segundo ele, o órgão estuda desde o dezembro do ano passado medidas para desinchar o sistema penitenciário de Mato Grosso. Para Rui, uma das medidas a ser tomada para evitar as superlotações nos presídios é a realização de audiências de custódias em comarcas do interior.

Denúncia de ameaças
Em dezembro, agentes penitenciários da Cadeia Pública de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, denunciaram à Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh-MT) ameaças feitas por supostos membros de facções criminosas. Em uma ligação, um homem pede a transferência de presos e diz que irá regiar contra os servidores.

Transporte