Transporte

Mato Grosso é destaque em programa de qualificação para a Segurança Pública

Fonte: s
0
Views:
0

Mato Grosso é o Estado brasileiro com o maior número de profissionais de Segurança Pública matriculados no 37º ciclo de cursos da Rede de Ensino à Distância (Ead) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

O Estado registrou 8.803 matriculas neste ciclo. O número supera a quantidade de alunos matriculados em outros estados brasileiros, como Goiás (8.619), Minas Gerais (7.666) e São Paulo (7.351).

“É a primeira vez que superamos os outros estados. São Paulo sempre ficava à frente dos outros, por possuir o maior efetivo de profissionais”, disse o coordenador operacional do EAD em Mato Grosso, tenente-coronel PM Júlio Martins de Carvalho.

Desse total, 5.767 alunos são da Polícia Militar, 1.297 profissionais da Polícia Judiciária Civil, 501 do Corpo de Bombeiros, 209 da Politec, 930 profissionais do Sistema Penitenciário, 18 da Guarda Municipal e 81 da área administrativa.

Entre os matriculados está o subtenente Olenil Natos Corrêa, que atua no Batalhão de Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam).

O militar matriculou-se no curso superior de tecnologia em Segurança Pública, que é oferecido pelo Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), por meio do ambiente virtual da Rede EAD Senasp.

O subtenente aproveita os momentos no quais não está no batalhão para acessar o site da Rede EAD Senasp e ler os conteúdos das disciplinas antes das provas, que são realizadas de forma virtual e presencial no instituto.

“Sempre tiro pelo menos quatro horas do dia para estudar. Acesso a plataforma e leio o material disponível”, disse Natos, que já concluiu seis cursos pela Rede EAD Senasp.

O tenente-coronel Martins disse que os cursos de formação de soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros também estão utilizando o sistema de ensino à distância para qualificar os novos profissionais.

“Isso mostra que Mato Grosso abraçou a ideia da formação EAD. Os operadores da Segurança que estão nas academias estão cada vez mais adeptos ao rol de disciplinas que a Senasp oferece”, disse o militar.

Atualmente, a Rede EAD oferece 73 cursos dos mais diversos temas. As aulas de análise criminal, e condução de veículos de emergência são as mais procuradas pelo profissionais mato-grossenses.

As aulas do 37º ciclo de curso começaram no dia 15 de junho. Para as capacitações com a carga horária de 40 horas, as aulas vão até o dia 20 de julho. Os cursos de 60 horas vão terminar no dia 03 de agosto.

Rede EAD Senasp

A rede EAD da Senasp foi criada pelo Governo Federal em 2005 e tem o objetivo de viabilizar o acesso gratuito à educação continuada, integrada e qualificada aos profissionais da Segurança Pública.

As capacitações são oferecidas exclusivamente para profissionais da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Politec, Guarda Municipal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Sistema Prisional de todo o país. As matriculas são validadas após comprovação do vínculo funcional do profissional junto à instituição.

A realização dos cursos é resultado de acordos de cooperação federativa firmados entre o Ministério da Justiça e os governos estaduais e municipais.

As aulas são disponibilizadas pela internet, permitindo que o aluno possa estudar o conteúdo em qualquer lugar e a qualquer hora. Os cursos são ofertados por ciclos – cada aluno pode fazer até dois cursos por ciclo.

O aluno tem a opção de estudar em casa ou em telecentros, equipados com computadores com acesso à internet e que permitem que os alunos acompanhem os conteúdos disponibilizados na plataforma de educação à distância.

Em Mato Grosso, os telecentros  estão instalados em Cuiabá, Rondonópolis, Sinop, Primavera do Leste, Barra do Garças e Cáceres. Na capital, funcionam no Comando geral da Polícia Militar, Escola de Formação de Soldados (Esfap) e na Academia da Polícia Civil.

Além da qualificação, a rede EAD da Senasp permite que profissionais da Segurança Pública se tornem tutores no ambiente virtual. Hoje, a plataforma conta com 31 tutores mato-grossenses.

Para ser um tutor, o profissional deve se inscrever no credenciamento que é disponibilizado pelo Ministério da Justiça, ter concluído os cursos obrigatórios e participar de uma capacitação antes de executar a função na plataforma.

Transporte