[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Ministério se compromete em R$ 130 milhões com obras para os 300 anos de Cuiabá

Fonte: Olhar Direto
0

O maior pacote de obras destinadas a marcar o tricentenário de Cuiabá terá participação direta do Ministério da Integração Nacional do governo do presidente Michel Temer (PMDB). São quatro projetos apresentados pelo secretário municipal de Planejamento, Jesus Lange Zito Adrien, para o ministro Helder Barbalho, da Integração, durante reunião em Brasília, no valor global de R$ 130 milhões.
 
Dentre as principais obras, estão algumas consideras “coqueluche” pelo prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), como o viaduto da Ponte Sergio Motta, a trincheira no Jardim Itália – Via Verde, que dará acesso ano novo Hospital e Pronto Socorro Municipal; e o Contorno Leste, unindo a as regiões Sul a Leste da Capital, abrangendo 21 Bairros e beneficiando mais de 320 mil pessoas quanto ao acesso.
   
No encontro, Zito Adrien e Helder Barbalho trataram de avaliar, com visão política e arquitetônica, os projetos em alusão aos 300 anos da Capital. O deputado mato-grossense Valtenir Pereira (PSB) e técnicos do Ministério também participaram da reunião de trabalho.

Representando o prefeito Emanuel Pinheiro, que está em Nova York captando recursos e parcerias para viabilizar a execução dos projetos dos 300 anos de Cuiabá, o secretário destacou que o Município está habilitado a atender todos os requisitos exigidos pelos Programas do Ministério da Integração.
 
“Entreguei ao ministro todos os projetos dos 300 anos, dos quais quatro deles habilitados e já estão em análise no Ministério, dentro de programas específicos captados pelo Planejamento”, destacou Zito Adrien.
 
“Certamente ministro entendeu a importância da data comemorativa e se colocou como parceiro da gestão na viabilização dos recursos. Os projetos serão selecionados e analisados. Agora é esperar o pronunciamento do Ministério para dar sequência ao Programa”, argumentou o secretário municipal de Planejamento.
 
Barbalho colocou o Ministério à disposição de Cuiabá e destacou que, caso seja preciso, buscará apoio da presidente Michel.
 
“Transmita ao prefeito Emanuel e a Cuiabá que faremos tudo que for possível para atender aos pleitos dos 300 anos. Sabemos que existem limitações nas questões orçamentárias dos Programas. Mas, se isso ocorrer, vamos sensibilizar o presidente, no intuito de buscar aditivo no orçamento específico e viabilizar as obras”, justificou Barbalho.

[pro_ad_display_adzone id="9377"]