[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Obras de duplicação da Estrada do Moinho são retomadas

Fonte: Cuiabá 300
0

Enfim, uma importante obra da Copa é retomada. Após a resolução de pendências, as obras de restauração e duplicação da avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho) foram retomadas pelo consórcio Trimec-Hytec, responsável pelo contrato, com trabalhos de tapa-buracos. A ordem de serviço foi assinada pelo secretário de Estado das Cidades, Eduardo Chiletto, que intermediou pessoalmente três reuniões com representantes da empresa para a volta imediata dos operários aos serviços. O deputado estadual, Romoaldo Júnior, acompanhou as negociações.

Nessa fase da obra, parada desde o fim de 2014, a construtora vai corrigir inconformidades, realizar limpeza, e finalizar os serviços ainda previstos no projeto. Durante as tratativas ficou acertado ainda o repasse de R$ 500 mil à construtora, referente a medições anteriores. O pagamento foi possível após cumprimento de exigências realizadas pela fiscalização da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), entre elas a garantia de adequação do projeto executivo.

Segundo o secretário Eduardo Chiletto, o término das obras inclusas no TAG são uma prioridade para a secretaria, por isso os vários encontros com os empresários da Trimec-Hytec, Rafael Yamada Torre e Vitório Reginato Neto, que reafirmaram o interesse em entregar a Estrada do Moinho pronta. “Temos uma agenda positiva na Secid de concluir as obras da Copa e estamos fazendo”, salientou Eduardo Chiletto, que estabeleceu ainda a realização de reuniões semanais com representantes da empreiteira para acompanhar mais de perto os andamentos dos serviços.

O recomeço da obra de duplicação da Estrada do Moinho estava previsto no Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), firmado entre o Governo do Estado, via Secid, construtora e o Tribunal de Conta dos Estados (TCE) para viabilizar a finalização das obras da Copa do Mundo adequadamente.

Serviços

As obras ao logo da Estrada do Moinho, um dos principais corredores viários do Coxipó, tiveram início há uma semana e os trabalhos de tapa-buraco estão praticamente no fim. Agora, a equipe da Trimec-Hytec dará início a um serviço de sondagem (no subsolo) para garantir a durabilidade da pavimentação, que deve ser refeita. A construtora também realizará a readequações em pontes, meio-fio e calçadas. “Faremos um levantamento geral do que foi feito na obra e o que ainda deve ser concluído”, garantiu Vitório Neto. Todo o processo de retomada dos trabalhos está sendo seguido pela equipe de fiscalização da Secid.

O valor total do contrato da Moinho é de R$ 23.696.504,41, e compreende convênio com a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco). O projeto de duplicação da avenida, iniciado em 2013, contempla 4,42 quilômetros, e prevê ainda os alargamentos das pontes sobre o Córrego do Moinho e Coxipó.

[pro_ad_display_adzone id="9377"]