[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Presidente do BNDES quer ferrovias em MT e diz ser preciso parar de falar e fazer

Fonte:
0

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Paulo Rabello de Castro defendeu, nessa quinta (23), de maneira enérgica, os projetos das ferrovias em Mato Grosso. Ele afirmou que é preciso menos conversa e mais ações para avançar na construção da Ferrogrão e a extensão da Vicente Vuolo de Rondonópolis até Cuiabá.

“Se dizem mais palavras do que se colocam dormentes (travessas das linhas férreas) na construção de ferrovias. E estamos reunidos aqui para empurrar uma obra que já deveria estar pronta há muito tempo. Eu vim aqui para calar essas palavras e falar o trabalho que precisa ser implementado”, argumentou sob aplausos de uma plateia de cerca de 200 pessoas.

A fala aconteceu durante o Fórum Ferrovias e Integração dos Modais, realizado em Nova Mutum (a 269 km de Cuiabá). O evento reuniu políticos, como o governador Pedro Taques (PSDB) e prefeitos da região, produtores, dirigentes do agronegócio, empresários e especialistas do setor de ferrovias e logística.

Durante seu discurso, Paulo comentou que o BNDES está preparado para discutir ações que façam os projetos saírem do papel e que pela sua percepção ainda faltam algumas contas de tráfego de mercadorias e pessoas, mas que de maneira geral tudo está muito bem encaminhado.

O anfitrião do evento, o prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta (PDT), citou o potencial do município, que é o segundo maior produtor de grãos de Mato Grosso, e defendeu a passagem dos trilhos pela cidade. Ele afirmou que Nova Mutum está no ponto mais estratégico de Mato Grosso e que por isso tem “certeza que a região estará inserida nos trilhos da ferrovia, porque ela já está inserida nos trilhos do progresso”.

Marcos Lutz, presidente do Conselho de Administração da Rumo Logística, empresa que atua no ramo de ferrovias, disse que como investidor tem sentido uma notória melhoria na condução dos governos no tema logística e que essa confiança é importante para dar garantia aos empreendedores. “Ninguém é contra fazer uma ferrovia cruzando Mato Grosso. Quem é contra? Ache uma pessoa que é contra. Mas no final da história, para as partes se organizarem é um trabalho incrível.”

O governador Pedro Taques, que sabidamente defende a movimentação de produtos com os modais, pontuou que está atuando para que os trilhos cruzem o Estado de leste a oeste. Ele ainda afirmou que apesar de não saber de detalhes do tema já “que não é técnico”, acredita que as instalações são preponderantes para o desenvolvimento econômico e social de Mato Grosso.

Gilberto Leite/Rdnews

F�rum Ferrovias e Integra��o dos Modais, Nova Mutum, bndes, Paulo Rabello

Malha Paulista conecta Santos à regiões produtivas do país. Hoje sai de Rondonópolis para seguir para o porto em São Paulo, mas precisa ser ampliada

Fonte: RD News

[pro_ad_display_adzone id="9377"]