Infra
Bic Banner

Projetos da Segurança Pública são reconhecidos por inovação e tecnologia

Fonte:
0
Views:
2

A inovação e a tecnologia de projetos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) foram reconhecidas no concurso "Inovar para Transformar", realizado pela Secretaria de Estado de Gestão (Seges-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo. Concorreram 41 projetos de diversas secretarias. A premiação foi entregue nesta quarta-feira (14.12), no salão nobre Clóves Vettorato, no Palácio Paiaguás.

O sistema Geia, da Polícia Judiciária Civil (PJC), conquistou a primeira colocação no concurso entre os 14 projetos que foram selecionados. A ferramenta é um conjunto de seis sistemas, criado para otimizar a gestão, proporcionando controle das rotinas administrativas e operacionais das delegacias de polícia.

O sistema, composto pelos módulos Argus, Vinculum, Precatória, Petardo, Cartorium e Libelus, foi desenvolvido pela Fábrica Software, da Academia da Polícia Civil, e está em funcionamento desde o ano de 2011.

“Para nós é um reconhecimento por parte do Governo à iniciativa construída ao longo de cinco anos, com a colaboração de inúmeros servidores – delegados, escrivães e investigadores – das delegacias, que acreditaram no projeto como algo que moderniza a instituição e melhora a gestão da informação”, disse o escrivão e analista, Ricardo Barcelar, coordenador da Fábrica Software e responsável pelo desenvolvimento do Geia.

Em segundo lugar ficou o RDX – Denúncia Beta 1.0, também da Sesp. A ferramenta fornece relatórios e infográficos que auxiliam na tomada de decisões e possibilitam uma melhor forma de atuação no combate à criminalidade. As informações são geradas por meio das denúncias recebidas pelos números de denúncias da Polícia Judiciária Civil.

“Otimizamos a utilização das denúncias recebidas da sociedade”, disse a investigadora e coordenadora de contra inteligência da Sesp, Antônia Jannykelly Silva.

O sistema foi desenvolvido com fórmulas de Excel, matemática e cruzamento de dados, fazendo com que, de forma automática, as denúncias fossem tratadas diretamente do banco de dados da PJC.

Com um clique, é possível saber todas as informações criminais de uma região, por meio de infográficos e relatórios em PDF.  A solução RDX – Denúncia Beta 1.0 é gratuita, automatizada e prática. A ferramenta foi desenvolvida pela Secretaria Adjunta de Inteligência e a Superintendência de Tecnologia de Informação da Sesp.

O sistema opera na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) e a Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), que recebe em média 200 denúncias por mês.

Detran

O programa Detran Cidadão –  Licenciamento em Casa, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ficou em terceiro lugar. O objetivo é oferecer uma opção prática ao cidadão para licenciar o veículo na comodidade do lar. O serviço pode ser realizado do smartphone ou de computador conectado à internet, evitando o deslocamento até um posto de atendimento do Detran.

Atualmente, o serviço pode ser solicitado diretamente pelo portal do Estado, no endereço www.mt.gov.br, ou pelo aplicativo MT Cidadão, onde a população tem a possibilidade de gerar as guias para recolhimento. Após o pagamento, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) é entregue em até três dias úteis na residência do usuário.

A ferramenta foi elaborada em conjunto entre a Coordenadoria de Renavan e analistas da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) cedidos para o Detran.

“A entrega domiciliar do CRLV nasceu com o propósito de se adequar à nova realidade do cidadão mato-grossense, que está a cada dia mais conectado ao mundo digital, que acumula duplas ou triplas jornadas e necessita que os serviços públicos sigam os mesmos caminhos das praticidades dos serviços das redes privadas”, disse o servidor do Detran, Augusto Cordeiro.

O licenciamento em casa entrou em produção em junho de 2016. Nos primeiros três meses de implantação foram emitidos 650 documentos para 22 municípios mato-grossenses. Os vencedores receberam a certificação “Inovar” e ainda um notebook, uma câmera digital e um tablet para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

Outros classificados

Além das três iniciativas premiadas, outras sete foram classificadas e receberam certificados. Entre elas, duas são da Segurança Pública: Oficina de Cadeiras, da Polícia Judiciária Civil; e Redução do Prazo de Licenciamento, do Corpo de Bombeiros.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, parabenizou todos os profissionais da área envolvidos nos projetos de inovação. “Todos os projetos são importantes, porque fazem com que as pessoas se sintam mais seguras, fruto de um serviço mais célere e eficiente construído pelos nossos profissionais”, destacou.

Rogers lembrou ainda que as inovações que estão ocorrendo nas forças de Segurança Pública são frutos dos investimentos que o Governo do Estado vem fazendo. “Isso tem motivado os nossos profissionais a desenvolverem novas tecnologias, capazes de trazer mais eficiência à atividade de Segurança Pública e uma melhor prestação de serviço para a população. Todo esse trabalho resultada na maior sensação de segurança por parte da população”, completou.

Concurso

O Prêmio Inovar para Transformar tem o objetivo de valorizar os profissionais que contribuem com a inserção de práticas inovadoras no ambiente de trabalho e busca incentivar os servidores e empregados públicos a contribuírem para a modernização e eficiência da gestão pública. A iniciativa reconhece, valoriza, premia e divulga práticas inovadoras implementadas que sirvam de referência para outras iniciativas e que aprimorem os serviços prestados à sociedade.

O concurso tem como conceito de inovação a implementação de um produto, ou bem de serviço, seja ele novo ou significativamente melhorado, um processo, um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas.

De acordo com as regras do prêmio, práticas inovadoras são mudanças transformadoras feitas por meio da incorporação de novos conceitos ou um conjunto de instrumentos que tragam resultados qualitativos para a sociedade e para a gestão.

Infra
Bic Banner