Transporte

Relatório aponta melhoria nos serviços após seis meses de intervenção na CAB

Fonte: Cuiabá 300
0
Views:
0

Relatório apresentado hoje (24) pelo prefeito Mauro Mendes e pelo interventor da CAB Cuiabá, Marcelo Oliveira, demonstrou o resgate obtido pela concessionária após os seis meses de intervenção. Durante entrevista coletiva no Palácio Alencastro, os gestores apresentaram as melhorias nos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto, além de melhorias nas instalações da própria concessionária, que promoveram maior qualidade no trabalho dos funcionários.

“A intervenção buscou assegurar a continuidade do serviço de abastecimento de água, visto que tínhamos muitas reclamações contra a companhia em órgãos como o Procon, além do não cumprimento de metas contratuais. Diante disso, a equipe da intervenção apresentou um plano emergencial para a implantação de Estação de Tratamento de Água (ETA), adutoras e reservatórios, que melhorassem progressivamente os indicadores de qualidade da água”, explicou o interventor.

Comparando os períodos entre os meses de janeiro a abril de 2016, antes da intervenção, e de maio, quando teve início a ação, até novembro, foi possível constatar aumento no faturamento e na arrecadação da CAB Cuiabá.

No primeiro período o faturamento da companhia foi de R$ 62 milhões, números que saltaram para R$ 109 milhões após a intervenção. Já a arrecadação pulou de R$ 51 milhões, entre janeiro e abril, para R$ 103 milhões, do mês de maio até novembro.

Conforme o relatório, o desempenho da intervenção promoveu melhorias também na receita operacional líquida, no lucro bruto e baixa nos prejuízos acumulados. “O desempenho é reflexo das medidas adotadas e foi tão expressivo, que contribuiu significativamente para o resultado do trimestre da maior acionista, a CAB Ambiental. Em resumo, a CAB Cuiabá resgatou a CAB Ambiental”, afirmou Marcelo.

Entre as medidas adotadas, estão reformas em ETA’s, construção de reservatórios, implantação de novas ETA’s, novos reservatórios e de adutoras, reforma e implantação de novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s), padronização e execução das redes de distribuição de água em diversos bairros.

Para Mauro Mendes, o procedimento administrativo serviu para fornecer provas e argumentos que o ajudarão a decidir a respeito da permanência da concessionária na capital. “Tenho que tomar uma decisão dia 28, próxima segunda-feira. Inicialmente tínhamos dois caminhos, o primeiro era da caducidade do contrato, porém, surgiu a possibilidade de mudança no controle acionário da companhia. Estamos negociando e propomos uma série de duras exigências que irão proteger o interesse público. Se estes novos acionistas aceitarem as condições, acredito que será a melhor solução para Cuiabá”, disse.

Segundo o prefeito, caso a CAB permaneça, um novo contrato será formulado e os acionistas deverão comprovar a capacidade de realizar investimentos e expansão dos serviços necessários. “A melhor solução é a garantia da água na torneira e o tratamento de esgoto para todos”, finalizou.

Transporte