Infra
Bic Banner

Retomada de projetos e reabertura de espaços são comemorados pela população

Fonte: Cuiabá 300
0
Views:
2

A retomada de antigos projetos que, por motivos vários, estavam suspensos, movimentou a agenda cultural de Mato Grosso ao longo dos últimos dois anos. Equipamentos culturais como o Cine Teatro Cuiabá foram abertos à população, enquanto atividades como o empréstimo de livros da Biblioteca Estadual Estevão de Mendonça e a retomada do Salão Jovem Arte, foram recebidos com entusiasmo pela sociedade.

Inaugurado em 1914, no Governo de Joaquim Augusto da Costa Marques, o Palácio da Instrução, localizado na praça da República, centro de Cuiabá, é símbolo de uma época em que o país ingressava em uma nova era marcada pelo progresso e, dessa forma, foram construídas, em vários estados, edificações especialmente destinadas a abrigar os grupos escolares. Assim, durante 57 anos, o Palácio da Instrução funcionou como instituição de ensino.

O prédio, inspirado no estilo neoclássico, abrigou duas instituições públicas de ensino, além da sede das Secretarias de Estado de Segurança Pública de Interior. Em 1975, recebeu a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça (BPEEM), bem como os museus de História, História Natural e Antropologia, a Pinacoteca e o Atelier Livre de Arte do Estado do Mato Grosso que, posteriormente, foram transferidos para outros prédios, ficando por lá apenas a Biblioteca.

Revitalizado em 2004, o prédio passou por obras ao longo de 2015 para receber grandes exposições. O espaço foi equipado com projeto de luminotécnica contemporâneo, utilizando lâmpadas de baixo consumo energético. A primeira delas foi um recorte da 31ª Bienal de São Paulo – Itinerância Cuiabá, que ocorreu pela primeira vez na região Centro-Oeste, em novembro de 2015. Mais de nove mil pessoas passaram pelo local ao longo de dois meses de exposição.

Em maio de 2016, o Palácio da Instrução recebeu o Salão Jovem Arte Mato-grossense, um evento fundamental para o fomento das artes plásticas no estado, cujas edições foram interrompidas. Esta foi a 25ª edição do evento. Se as edições tivessem sido anuais e ininterruptas, o Salão estaria em sua 39ª edição.

“O Salão Jovem Arte é um exemplo de estímulo às artes plásticas mato-grossenses. Revela talentos vindos de todas as partes de Mato Grosso e é uma sementeira que deve ser aquecida e adubada por ter surtido efeitos proveitosos na área”, observou a crítica de arte Aline Figueiredo, que é também uma das criadoras da mostra, cuja primeira edição ocorreu em 1976.

A retomada do Salão Jovem Arte contou com a inscrição de 180 artistas de 12 municípios e 500 obras. Desse total, 40 artistas foram selecionados e apresentaram 83 obras nas categorias pintura, gravura, desenho, fotografia, vídeo-arte, arte digital, escultura e instalação.

O piso inferior do Palácio da Instrução abriga a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, que também passou por momentos importantes ao longo destes dois últimos anos, sendo o principal deles o empréstimo de livros, que ocorreu em março, após um período de quase 10 anos. Maior biblioteca pública de Mato Grosso, hoje ela se encontra informatizada, modernizada e conta com amplo espaço para leitura, auditório, telecentro e sala de digitalização. Está entre as instituições brasileiras contempladas com o projeto Recode, por meio do qual recebeu 10 computadores de última geração doados pela Fundação Bill & Melinda Gates.

A BPEEM, que este ano recebeu cinco mil visitantes, também é conhecida por conter o maior quantitativo de acervo dentro da esfera de biblioteca pública do Estado, com mais de 100 mil volumes em diferentes áreas do conhecimento, inclusive obras em braile. Além da consulta e empréstimo de livros, a Biblioteca oferece diversos cursos gratuitos à comunidade como braile, libras, informática para a terceira idade e espanhol e desenvolve, ainda, o projeto de Biblioteca Itinerante, que visa promover o incentivo à leitura e levar conhecimento a diferentes regiões de Mato Grosso.

Biblioteca Estadual

O piso inferior do Palácio da Instrução abriga a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, que também passou por momentos importantes ao longo destes dois últimos anos, sendo o principal deles o empréstimo de livros, que ocorreu em março, após um período de quase 10 anos. Maior biblioteca pública de Mato Grosso, hoje ela se encontra informatizada, modernizada e conta com amplo espaço para leitura, auditório, telecentro e sala de digitalização. Está entre as instituições brasileiras contempladas com o projeto Recode, por meio do qual recebeu 10 computadores de última geração doados pela Fundação Bill & Melinda Gates.

A BPEEM, que este ano recebeu cinco mil visitantes, também é conhecida por conter o maior quantitativo de acervo dentro da esfera de biblioteca pública do Estado, com mais de 100 mil volumes em diferentes áreas do conhecimento, inclusive obras em braile. Além da consulta e empréstimo de livros, a Biblioteca oferece diversos cursos gratuitos à comunidade como braile, libras, informática para a terceira idade e espanhol e desenvolve, ainda, o projeto de Biblioteca Itinerante, que visa promover o incentivo à leitura e levar conhecimento a diferentes regiões de Mato Grosso.

Infra
Bic Banner