[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Taques admite mudar acordo para retomar o VLT e critica a oposição

Fonte: RD News
0

O governador Pedro Taques (PSDB) admite a possibilidade de fazer mudanças no acordo entre governo e o Consórcio VLT e, assim, garantir a retomada das obras do modal.

Além disso, afirma que o parecer dos ministérios públicos federal e estadual sugere mudanças que serão feitas pela equipe técnica formada por Procuradoria Geral do Estado, Controladoria Geral do Estado e secretaria estadual de Cidades.

“O relatório não é contrário de maneira alguma ao acordo. Ele sugere algumas alterações e isso será feito”, disse Taques após o lançamento do programa educacional Avalia MT-2017, nesta quinta (1º), no Palácio Paiaguás. 

Taques também classificou como “patifaria” a postura da oposição que critica os esforços do Executivo para retomada do VLT.

O tucano ainda classifica a situação como “brincadeira”. “Tem pai do VLT, tem irmã do VLT,  contrários ao VLT hoje. Jogaram essa bomba no Estado de Mato Grosso. Eu fui contra o VLT. Aliás, a sociedade estava inebriada pelo VLT. Agora que estamos buscando consertar os rumos, não querem que os rumos sejam consertados”, criticou o governador.

Embora não tenha citado nome, Taques se referiu à deputada estadual Janaina Riva (PMDB). A peemedebista é filha do ex-presidente da Assembleia José Riva,  que foi um dos principais defensores da implantação do modal, tanto que chegou a ser conhecido como o "pai do VLT". 

Além disso, Taques reafirmou que política é coisa séria. Garantiu ainda que, ao contrário da administração anterior, está conduzindo a questão com seriedade.“Se eu fosse um governador irresponsável, eu pegava os vagões do VLT e jogaria na cabeça de algumas pessoas. Eu não posso fazer isso. Eu sou um governador responsável. Eu tenho que resolver os problemas. Vamos resolver os problemas sem jogar o lixo pra baixo dos trilhos”. 

Acordo

O acordo entre Executivo e consórcio foi anunciado em 31 de março e indica a conclusão do VLT ao custo de R$ 922 milhões. O prazo para a entrega da obra é de 24 meses. 

[pro_ad_display_adzone id="9377"]