Transporte

Várzea Grande viabiliza asfalto para mais 35 bairros

Fonte: Folhamax
0
Views:
3

A Caixa Econômica Federal autorizou a tomada de financiamento junto à União que vai garantir a contrapartida de R$ 18 milhões, por parte da gestão municipal, para a expansão das obras do PAC em outros pontos da cidade o que já permitiu a continuidade do Programa e o início da segunda etapa das obras que passam a beneficiar os bairros Ikaray e Frutal de Minas.

Com a sinalização positiva por parte da Caixa, a prefeitura entrou com novo pedido de contratação, agora por meio de Carta Consulta, para obtenção de outros R$ 140 milhões que se aprovados, vão proporcionar a pavimentação asfáltica de mais 150 quilômetros em 35 bairros.

Como pontua a prefeita Lucimar Sacre de Campos a autorização para financiamento de contrapartida para expansão do PAC revela os resultados dos primeiros 14 meses da sua gestão. Como explica a gestora, essa autorização é exemplo da boa performance da gestão financeira do Tesouro Municipal. “Com a regularização de dívidas, pagamentos executados que estavam pendentes {de outras administrações} e de posse de certidões negativas, Várzea Grande tem atualmente capacidade de requerer empréstimos e está com sua situação regular. A contratação de empréstimos ao PAC é de longo prazo e não compromete a situação das finanças públicas diante do benefício que será disponibilizado à população em obras, empregos e renda”.

Segundo o superintendente da Caixa Econômica Federal em Várzea Grande, Tabarê Marçal, a boa situação financeira do Tesouro Municipal permitiu que a instituição pudesse avalizar a contrapartida. “A situação como se encontra a saúde do Tesouro Municipal ajuda, em muito, na definição dos pedidos e na autorização e, consequentemente, liberação. O novo pedido será analisado pela instituição financeira”.

A prefeita Lucimar frisa que a expansão das obras do PAC, não apenas beneficia inúmeros bairros, como coloca fim a antigos problemas da cidade que não foram resolvidos na última década e que com o crescimento da cidade só pioraram. “Retomamos em novembro do ano passado as obras do PAC I que estavam paralisadas desde 2007 e em menos de 12 meses de trabalho sério e ininterrupto, vários bairros do Grande Parque do Lago já contam com rede de esgoto, obras de drenagem e pavimentação asfáltica, benefícios que esses moradores aguardavam por anos e que agora também serão realidade para outras comunidades”.

No Grande Parque do Lago, foram beneficiados com a retomada do PAC os bairros Altos do Boa Vista, que desde maio está 100% pavimentado. Parque São João, Jardim das Oliveiras, Dom Diego e Jardim Ipanema as obras estão na fase de pavimentação e até o final de 2016 a previsão é que as obras estejam concluídas. Concomitantemente,  a nova etapa do PAC está levando também a pavimentação e toda a infraestrutura necessária, esgotamento sanitário e redes de drenagem aos bairros Ikaray e Frutal de Minas.

“As obras do PAC, ao fim dos quatros anos de investimentos, irão universalizar em 100% a distribuição de água na cidade e implantar e interligar a rede de esgotamento sanitário em 70% do Município, benefício que atualmente cobre cerca de 13% da população”, reforçou a prefeita.

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso Morais, assinala que o comprometimento de toda a atual gestão em realizar uma administração enxuta nos gastos e focada em investimentos públicos tem garantido maior capilaridade na geração de empregos, entre outros benefícios sociais e econômicos para os munícipes.  “Nesses 14 meses fizemos uma verdadeira revolução em relação à recuperação de vias, seja por meio de recapeamento e tapa-buracos. Reconstruímos e entregamos oito escolas que estavam no chão e abandonadas, construímos e entregamos duas novas creches no  padrão do  MEC, reformamos todas as policlínicas, vamos entregar um novo Pronto-Socorro, unidade que desde sua inauguração nos anos 80 nunca recebeu nenhuma reforma desta natureza. E finalmente, com apoio do governo estadual, fizemos com que a UPA Ipase pudesse ser realidade”, pontou.

Como faz questão de reforçar a prefeita, definitivamente, Várzea Grande será transformada em um canteiro de obras estruturantes que vão projetar a cidade para os próximos 20 anos, vão movimentar a economia por meio da geração de emprego e renda e mais do que isso, esse planejamento de longo prazo revela que o Município está priorizando ações edificantes, primando pelo planejamento estratégico e direcionando ao máximo recursos para a melhoria da qualidade de vida do varzaegrandense.

Transporte