Transporte

Estado consegue R$ 100 milhões para obras de infraestrutura turística

Fonte: Cuiabá 300
0
Views:
0

Construção de uma trincheira de 365 metros em Cuiabá, reconstrução de rodovias, pavimentação e substituição de pontes na estrada parque Transpantaneira. Os recursos para os projetos destas obras voltadas para impulsionar o turismo foram aprovados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Essas obras, que serão executadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), fazem parte último lote do programa Programa de Desenvolvimento Sustentável de Turismo (Prodestur), gerido em Mato Grosso pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

O governador Pedro Taques obteve a liberação de R$ 99,878 milhões do último lote de obras previstas dentro do programa. Todas as obras devem ser iniciadas em 2017.

Deste montante, mais de R$ 25.358 milhões serão investidos na construção de uma nova trincheira, que estará localizada no entroncamento das rodovias Emanuel Pinheiro (MT-251) e Hélder Cândia (MT-010), desafogando o trânsito para saída para Chapada dos Guimarães e Distrito da Guia, bem como o acesso ao Centro Político Administrativo (CPA).

Também estão previstas obras de reconstrução da rodovia MT-246, que passa por Barra do Bugres, Jangada e Rosário Oeste, e da rodovia MT-344 entre Dom Aquino e Jaciara. Juntas, essas revitalizações devem custar mais de R$ 45 milhões.

Além disso, será executada pela Sinfra a obra de pavimentação da rodovia MT-343, beneficiando os municípios de Cáceres, Porto Estrela e Barra do Bugres, cidades que possuem importantes atrativos turísticos. Esta pavimentação é sonho antigo da população, que ganhará um acesso de asfalto da região pantaneira de Cáceres até a região sudoeste do estado.  

O BNDES aprovou ainda a substituição de quatro pontes de madeira por de concreto armado na Rodovia Transpantaneira, após o Pixaim. A estrada parque é a porta de entrada ao Pantanal de Mato Grosso, e recebe todos os anos milhares de visitantes que buscam observar a beleza dos animais e da flora da região, que é a maior planície alagada do mundo. 

Com total de R$ 278 milhões em investimentos, este Programa foi aprovado em 2012, com uma linha de crédito de R$ 250 milhões a serem financiados pelo BNDES e R$ 28 milhões são de contrapartida do estado.

Transporte