Transporte

Governador conhece projeto de novo parque de Exposições

Fonte: Folhamax
0
Views:
3

O presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires de Miranda, apresentou ao governador Pedro Taques, nesta última segunda-feira (24-04), o projeto arquitetônico do novo Parque de Exposições Senador Jonas Pinheiro. O encontro, que aconteceu na sala de reuniões do Palácio Paiaguás, contou com a presença de diretores das Entidades ligadas à agropecuária e ao Parque.

Com a presença do staff do governo e representantes do Agronegócio de Mato Grosso, o Plano Diretor desenvolvido pelo Escritório Técnico Antonio Carlos Candia e a Rother Arquitetura, foi oficialmente lançado.

De acordo com o presidente do Sindicato, o Plano Diretor são metas que deverão ser alcançadas ao decorrer dos anos, uma forma de contrato de prestação de serviços, composto por plantas técnicas, relatórios e diretrizes a serem cumpridas pela gestão atuante no Sindicato.

“Nossa intenção é levar a família para dentro do Parque de Exposições. Fazer com que nós sejamos a vitrine do agronegócio em todo o Estado. Hoje saímos deste encontro com um saldo positivo, uma vez que o governador mostrou que será nosso principal parceiro nesta empreitada”, disse Pires.

Taques ficou entusiasmado durante a apresentação da maquete virtual apresentada pelos responsáveis técnicos pelo projeto, dando sugestões e buscando soluções junto ao Sindicato Rural.

“Gostei do Plano Diretor apresentado, todo o entorno do Parque de Exposições será revitalizado com a iniciativa do Sindicato Rural. A nova cara do Parque irá casar perfeitamente com meu projeto de revitalização do Rio Cuiabá. A forma de obrigação na continuidade do Plano Diretor é o comprometimento da atual diretoria para com o futuro do Parque”. Pedro Taques.

Pires explica que o intuito da atual gestão é conquistar o título de “Capital Nacional do Agronegócio”, para isso, o Sindicato Rural de Cuiabá mobiliza produtores rurais, associações de classe, setores públicos e privados, para a primeira etapa do projeto.

Palco de grandes eventos agropecuários, o Parque tem 170 mil metros quadrados e será um centro de integração e negócios da agricultura e pecuária nacionais. Uma transformação histórica, tanto em infraestrutura, como no conceito de utilização do espaço, com investimentos para sua modernização.

“O plano diretor da reforma foi elaborado por profissionais de arquitetura e urbanismo, aprimorando conceitos de destaque de estruturas premiadas nacionalmente que realizam eventos de grande porte na agropecuária, como Agrishow, ExpoInter, Expozebu, entre outros. As diretrizes e conceitos apresentados vão desde a sustentabilidade até a forma de utilização dos espaços do Parque durante o ano todo, integrando os principais elos da cadeia de todo setor produtivo no Estado em um mesmo ambiente”, finalizou Pires.

Transporte