[pro_ad_display_adzone id="9377"]

Ponte marca construção de novo rodoanel em VG

Fonte: Folhamax
0

Neste sábado (13), antevéspera do aniversário de 150 anos de Fundação de Várzea Grande, a comunidade do São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho comemoram o resgate de sua tradição e cultura com o retorno do acesso e interligação com as comunidades da região. Mais de 4 mil moradores vão se beneficiar nesse primeiro momento com a nova ponte em concreto armado que foi entregue nesta manhã pela prefeita Lucimar Sacre de Campos.  

A obra que hoje apenas tira comunidades de um isolamento de quase oito anos, promete ser uma obra de futuro, sendo o pontapé inicial para a construção de um novo rodoanel já projetado para interligar Cuiabá e Várzea Grande, a partir da região do Coxipó com acesso pela Ponte Sérgio Motta, na Capital, até a rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande, de onde os motoristas terão a opção de cortar as cidades e atingir o sul e norte do Estado.

Além disto, o acesso a qualquer região de Várzea Grande, poderá ser feito de forma mais rápida, eficiente e econômica, evitando as grandes avenidas como a FEB e a Miguel Sutil que estão com sua capacidade de trânsito esgotadas.

Com recursos próprios foram investidos R$ 600 mil para execução da ponte, uma monovia de 20 metros e 5,5 metros de largura. Antes dela não havia interligação sobre o córrego de Santana, apenas um desvio para pedestres.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos, durante o ato de entrega da ponte, assinou ainda a ordem de serviços para execução do projeto de pavimentação asfáltica interligando aos bairros São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho e lançou as obras de reconstrução total da nova Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) ‘Antônio Lino de Campos’, também beneficiando as duas comunidades.

“Chegou ao fim o isolamento de quase oito anos da comunidade do São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho, que por falta de uma ponte, um acesso que interligasse a comunidade ao resto da cidade, estava privada de segurança, atendimento à saúde, educação e até mesmo, inibindo a continuidade da vocação econômica local, enraizada na cultura que passou de geração para geração, baseada na pesca e na horticultura, uma ação de apenas 48 dias, do projeto à conclusão das obras resgatou a tradição de toda uma história que se confunde com a com a própria historia de fundação do Município”, pontuou a prefeita.

Ex-prefeito de Várzea Grande por três mandatos, ex-governador e ex-senador, Jayme Campos frisou que os investimentos na região resgatam um compromisso de décadas. Ele ainda anunciou que o governador Pedro Taques lança ainda em 2017, as obras da nova ponte que vai aproximar ainda mais Várzea Grande e Cuiabá, pois essa nova ponte será justamente na região que contempla o Grande Cristo Rei e interliga a cidade a Capital, mais precisamente com os bairros Parque Cuiabá e Parque Atalaia.

“Estamos pensando a Várzea Grande do amanhã, com qualidade de vida e com planejamento, para se evitar o crescimento desordenado. Temos uma cidade que precisa crescer para se desenvolver, mas não pode fazê-lo sem um ordenamento, sob pena de termos mais problemas no futuro, por isso, tudo tem sido feito com planejamento e que racionalize as despesas públicas sem criar obstáculos ou problemas para o Poder Público e para a população”, disse o secretário municipal de Assuntos Estratégicos, Jayme Campos.

A prefeita destacou ainda a importância do resgate da credibilidade da gestão municipal e apontou que atua em todos os sentidos, desde a garantia do mais legítimo direito de ir e vir das pessoas, passando pela unidade escolar que no passado foi a responsável pela educação de todos os moradores da região e que agora voltará a receber filhos e netos dessa geração, assegurando a dignidade, o respeito e o direito à educação.

“Vamos, ainda neste mês, dar sequência ao nosso projeto de reconstrução de escolas. Já fizemos isso em oito unidades e essa será a primeira unidade do campo a ser totalmente reformada, atendendo aos padrões do Ministério da Educação”.

Serão investidos em parceria (recursos próprios e federal), cerca de R$ 1 milhão para a reconstrução da unidade que contará com quatro salas de aulas, para atender cerca de 120 alunos da Educação Infantil às séries iniciais do Ensino Fundamental.

ECONOMIA – Moradores antigos como ‘seo’ Lindemberg Lima, que possui um pesqueiro a 600 metros da ponte e seu Davino Campos, que é um pescador tradicional, disseram que a ponte vai mudar a vida deles a partir de agora. A logística de acesso vai permitir o fomento da atividade, pois haverá a certeza de escoar a produção e no caso do ‘seo’ Davino, de que o cliente vai vir atrás do peixe.

“Existem várias famílias aqui que trabalham, vivem da venda do peixe e geram emprego através da piscicultura. A ponte de madeira deixou de existir há anos, na cheia do rio o córrego impedia o acesso e a única forma de chegar ao resto da cidade era andando mais de 4 quilômetros pela Avenida 31 de Março. O cliente não vinha ate a gente e muitos de nós não tinham como sair com a produção”, explicou Lindemberg.

Participaram dos atos desta manhã o vice-prefeito, José Hazama, secretários municipais, vereadores, lideranças comunitárias, moradores dos bairros São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho.

EMENDAS FEDERAIS – Presente ao evento, o dpeutado federal Valtenir Pereira assegurou que vai trabalhar junto aos demais deputados federais e senadores que formam a bancada federal de Mato Grosso para a apresentação de emendas parlamentares que assegurem recursos para as obras em favor das comunidades daquela determinada região.

“As obras serão fundamentais para a região, mas serão muito mais importantes para os dois maiores municípios de Mato Grosso que passam a ter mais uma opção de acesso, lembrando que facilidade representa economia para a população e para a administração pública.

[pro_ad_display_adzone id="9377"]